16/09/2016

Resenha: Minha melodia - Camila Moreira

                                                                                                           
autora nacional
                               


 Antes de falar sobre o livro, eu gostaria de dizer algumas coisas.

Mila, é uma honra poder resenhar uma obra sua. Você sabe o quanto Minha melodia mexeu comigo, e como eu disse, muitas coisas descritas no livro serão carregadas comigo durante a vida.

Obrigada por nos proporcionar historias com tantos significados, e só para reforçar o que você já sabe. Não sou fã apenas das suas historias sou admiradora da sua pessoa.

E espero que essa resenha possa passar todo carinho e admiração que guardo em mim. 

Bom, vamos lá...

         "Acho que um coração ferido reconhece um semelhante."

Essa frase é perfeita para começar a falar sobre a história. Minha melodia é um romance que prega a dor da perda, as consequências que uma paixão não correspondida pode trazer e o poder que um amor verdadeiro tem de reconstruir alguém, mesmo quando não se vê mais salvação.
A história de Dereck Mayer é contada com tanta intensidade que eu não duvido que a autora tenha despejado seu coração nela. Pode até parecer clichê dizer que os sentimentos dos personagens são palpáveis, mas eu realmente não tenho outra forma para descrever as sensações que tive durante a leitura, em varias partes minhas emoções ficaram a flor da pele, e minha vontade era gritar ou fazer a pessoa que estava próxima a mim ler só para poder entender o que eu estava sentindo.
Tudo no livro é na dose certa, amor, desespero, sensualidade e drama. O diferencial do livro foi a musica incluída nele, em cada abertura de capitulo tem um verso, que descreve o momento do personagem. E isso não poderia se encaixar melhor, já que estamos falando da tão esperada historia do nosso querido Rock Star.
Dereck foi amado desde o primeiro livro da autora, O amor não tem leis, e ter podido conhecer sua verdadeira essência no livro Minha melodia foi no mínimo extasiante. O personagem é intenso mas ao mesmo tempo doce, a forma como Dereck entende o amor é tão pura que da vontade de pega-lo no colo e não largar mais. O personagem é autodestrutivo, não consegue se enxergar como realmente é, e isso é tão angustiante que me fez entrar em parafuso em alguns momentos.
Dereck sabe muito bem o dom das palavras, sabe nos fazer sentir seus medos e inseguranças, mas sabe também, fazer com que o amor que sente se faça presente. E as cartas que o mocinho escreve são de arrancar suspiros.

"Eu me apaixonei assim que coloquei meus olhos em você. E não importa se faz um mês, uma semana ou um ano. O futuro não existe, o nosso tempo é agora. E ele pode ser eterno, basta vivê-lo como se fosse único."

Manuela também nos foi apresentada no livro O amor não tem leis. Amiga fiel de Maria Clara, mas que infelizmente ficou como coadjuvante para o amor. Vendo de fora uma história que ansiava para que fosse sua. Manu perdeu o homem que sempre amou, ele partiu sem saber sobre seus verdadeiros sentimentos, e isso fez com que a personagem se fechasse em um mundo onde nada poderia abala-la.  Até se deparar com um paciente quase em coma alcoólico, que rompeu suas barreiras e mudou sua opinião sobre o amor. Mas o medo de se tornar segunda opção novamente, a impede de ver além da dor.

"Eu merecia muito mais que aquilo. E, se Dereck não estava disposto a me dar, não perderia meu tempo mais uma vez. Já tinha passado por aquilo antes e sabia muito bem como era doloroso."

Na história temos os personagens secundários. Mas não menos importantes.
Diego é o homem que quero pra mim... PELAMOR! O cara é lindo, rico, cavalheiro e extremamente encantador. Resumindo, é meu número. A autora nos deixou um pequeno trecho do que pode vir a ser a história do nosso príncipe. E cara! Já quero ler.

"Instintivamente, passo o dedo pelo rosto tão machucado e encaro o olho da menina que não foi tomado pelo inchaço. Não há mais brilho, nem sonhos. Está vazio e gélido. Isso me destroça.
- O que fizeram com você, princesa?"


Amanda e Ryan, são explosivos, mas totalmente fieis aos amigos. E olha, eles tem uma pequena história no meio do livro. 

" - Oito minutos e cinquenta segundos. Nada mau.
Levei alguns instantes para entender sobre o que Amanda falava. O gatinho que ela havia secado estava parado na porta do nosso camarote."


 Will. Gente, ele quase não aparece, mas quando se mostrou o garoto me arrancou boas lagrimas. E foi aí que o pensamento de... " A vida não é justa", apareceu.
Ele é muito fã de Dereck, e quando o vídeo dele é mostrado no show que traz de volta o nosso Rock Star, foi de fazer meu coração perder varias batidas. 

"Nunca me gravei cantando, mas vou abrir uma exceção. Quem sabe, depois que eu partir, esse vídeo não viralize na internet, me tornando um defunto famoso..."

Esse menino me ganhou, com seu humor negro e com sua força de vontade, Will foi um exemplo de... Lute sempre, não desista nunca.
E tem Felipe, ele é uma presença tão encantadora que me transmite paz, eu me apeguei tanto ao personagem que me peguei varias vezes pensando... Meu Deus! Porque coisas ruins acontecem com pessoas boas. Lipe se mantem presente tanto em O amor não tem leis como em Minha melodia. O personagem pode ter se ido antes mesmo de estar, mas deixou muitos conselhos. 

"Quando você se apaixonar vai se descobrir capaz de tudo para salvar quem ama..."

O livro é completo e arrebatador do inicio ao fim, não digo isso por ser fã da autora, digo, porque  Minha melodia mexeu mesmo comigo, e com certeza vai mexer com vocês. Porque não é apenas uma historia de amor que termina em um final feliz, é uma historia que mostra que a vida vale a pena, mesmo que suas forças se esvaem. Sempre, tem uma esperança.

Dois corações quebrados.
Duas almas com medo da entrega.

E um amor que chega sem aviso, para mostrar que para tudo na vida tem uma segunda chance, e que as vezes o melhor é se arriscar para talvez ter um felizes para sempre, do que se fechar por medo, e perder a melhor oportunidade para o amor.
Dereck e Manu, me fizeram entender que a dor é algo presente na vida de todos mas se entregar ou não a ela é uma opção sua.E uma das primeiras frases do Dereck, ficou gravada em mim.



"Percebi que não estava sozinho. Alguém em algum lugar do mundo, compartilhava a minha dor." 



Espero que tenham gostado. E que leiam e sintam as varias nuances de sentimentos que essa história proporciona. 
Dereck e Manu são o exemplo de que... A dor aproxima e pedaços se colam.
Venham se apaixonar também!


Links onde encontrar: 

 


Minha melodia - Camila Moreira









Um comentário:

  1. Não tinha visto que já tinha lançado o livro dele! Amei os outros da Camila Moreira e sua resenha me deixou com ainda mais vontade de ler esse!!
    Parabéns, amei a resenha!!

    ResponderExcluir