21/08/2017

Resenha: Com amor, Greg - Evy Maciel


Olá, amoreees!
Hoje tem resenha de um livro incrível!
E, só tenho uma coisa a dizer: VOCÊS PRECISAM LER!


Com amor, Greg - Evy Maciel

Sinopse: 

“A vida é cheia de amores e um deles será o certo, aquele que vai se encaixar perfeitamente no seu coração.”
Até onde uma decepção pode ser responsável por suas escolhas futuras? É possível traçar objetivos baseando-se em evitar sentimentos? Você conseguiria se impedir de amar por já ter sofrido alguma vez por amor? 
Concentrada nos estudos e no trabalho, em sua carreira promissora como especialista em Estudos Medievais, Talia Price finalmente consegue o tão sonhado emprego no Museu Britânico. Organizar uma grande exposição de relíquias medievais é a oportunidade perfeita para enriquecer ainda mais seu currículo, auxiliar o curador responsável seria de grande importância e ela mal acreditava que estava finalmente acontecendo. Tinha lutado muito para chegar até ali, sabia que não seria fácil, mas não desistiria.
Gregory Cadore jamais conseguiu esquecer seu amor do passado, mas seguiu em frente com a certeza de ter feito o melhor pela mulher que amava, ela tinha muitos passos para dar, muitos degraus para subir. Com uma diferença de nove anos entre eles, Greg sabia que precisava deixá-la livre, ele já tinha alcançado muitos dos seus objetivos e não queria impedir a jovem universitária de alçar voos mais altos. Ele sabia que um relacionamento entre aluna e professor não seria bem visto e suas carreiras prejudicadas. Por isso foi embora, escolhendo Londres como seu novo lar, deixando Lia no auge de sua juventude. 
Dez anos depois, uma mulher misteriosa chama sua atenção em um dos eventos realizados pela administração do Museu Britânico, do qual era um dos curadores. Surpreso ao descobrir que a bela dama será sua colega de trabalho, Gregory cogita duas possibilidades: ou o destino está lhe oferecendo uma nova chance para ser feliz, ou finalmente resolveu castigá-lo por ter tomado uma decisão que resultou em sua vida solitária.
“Seja feliz e nunca se esqueça: Simplifique, não complique!
Com amor, Greg.”

 Disponível em eBook: Aqui.



 Resenha

Com amor, Greg - Evy Maciel


Caramba! Nem sei por onde começar.
História linda, recheada de emoções e com uma realidade tão forte que senti o impacto.
Com amor, Greg. É o livro do conto, Meu querido professor.
E para começar a falar sobre a história, vou usar uma frase que se mantém durante toda a leitura.

" Simplifique, não complique"

Acredito que todos já tiveram aquela paixão ao primeiro olhar, aquele desejo ao primeiro toque e aquela vontade louca de que o tempo congelasse enquanto estava perto da pessoa que te desequilibrava.
Foi isso que aconteceu com Lia.
Uma noite.
Um beijo.
Um amor.
E, uma dor que mudou toda a sua essência.
A protagonista era universitária e tinha acabado de sair de um relacionamento de 2 anos, o que era para ser um período deprimido, se tornou um dos momentos mais intenso que já viveu.

" Foi como naqueles filmes quando tudo se passa em câmera lenta, os figurantes ficam desfocados e a música extremamente baixa, os olhares se cruzam e se interrogam, tentando descobrir o que se passa na cabeça do outro. Ele era lindo. Muito lindo."

Lia, acreditou que havia encontrado tudo o que precisava, mas nem sempre a vida segue nosso curso.

" - Vou te levar pra casa, já está tarde.
Sim, já estava.
Tarde da noite.
Tarde demais para nós dois. 
Tarde quando ainda era cedo. 
Fim quando ainda éramos começo."

Ele, era seu professor.
Ela, tinha uma vida de conquistas pela frente.
Gregory, é um cara tranquilo, inteligente e atraente, que se viu perdido na garota misteriosa e cheia de qualidades desde o primeiro instante, porém, não estava preparado para lidar com alguns percalços, por isso, decidiu abdicar dos seus sentimentos. O medo de priva-la de seus sonhos ou de acabar com sua própria carreira fez com que decisões fossem tomadas.

" Difícil aceitar que Gregory foi apenas um momento na minha vida. Que foi passageiro quando pensei que seria eterno"

Quando Greg decidiu ir embora deixando apenas uma carta, não tinha ideia de como esse gesto mudaria a doce e impulsiva Lia. Para ela, ele foi covarde ao desistir no primeiro obstáculo. A magoa e a raiva tomaram conta e transformaram a mocinha em uma mulher avessa a sentimentos, e por anos se manteve neutra nesse quesito.
Até que... Richard, apareceu.
Simpático, sedutor, carinhoso e extremamente compreensível.
O amor deles não foi arrebatador, foi construído aos poucos e tomou espaço suficiente para se tornar verdadeiro.

" - Você estava certa quando disse que um olhar era o suficiente para se apaixonar, Talia. E foi. - Acariciou meu rosto com a costa da sua mão - Assim como um beijo foi minha perdição total. Mas estar dentro de você... - Fechou os olhos e suspirou antes de tornar a abri-los. - Sou completamente seu, agora. Eu, Richard Price, pertenço a você." 

É aí que a vida vem e mostra que sabe ser traiçoeira.
O sonho de Tália é trabalhar no museu Britânico, com muito esforço e dedicação, ela consegue o tão desejado cargo. O que Lia não esperava, era que sua felicidade pudesse se tornar desespero ao descobrir que seu supervisor é Gregory Cadore.

" Meu coração quase saiu pela boca, meu corpo paralisou e não consegui dar nenhum passo em direção a porta de saída, fiquei inerte, observando, memorizando sua nova aparência. Os cabelos negros muito bem cortados, a barba por fazer, o blazer preto elegante e a gravata borboleta. Ele continuava tão bonito."

Agora, casada com o cara que lhe fez acreditar novamente no felizes para sempre, Lia, se vê frente a frente com o seu passado.
Uma escolha precisa ser feita.
Mas como decidir entre: um amor calmo e cumplice ou uma paixão forte e profunda?

Richard - " Sou seu, Talia. Só quero que você tenha certeza de que é minha"

Greg - " Eu quero tudo com você, Lia."

Dois homens totalmente diferentes. Dois caminhos a seguir. Talia vive o maior impasse da sua vida e terá que decidir onde está sua felicidade.
A autora conseguiu juntar todos os pontos certos para prender o leitor. Uma fonte de pesquisa muito bem elaborada, músicas lindas, frases encantadoras, leitura fluída e uma dose alta de realidade. Para mim, o que mais chama atenção em uma história são os sentimentos despertados. Eu ri, fiquei ansiosa, frustrada e depois chorei muito. E é isso que pretendo quando escolho um livro: SENTIR.
Amei cada segundo, cada linha e cada desenrolar das decisões dos personagens.
Resumindo: foi simplesmente maravilhoso me perder nas páginas.
Desejo que vocês tenham a oportunidade de ler e viver as mais variadas sensações.
Eu já disse isso para a autora, mas vou repetir aqui.
Evy, foi a melhor viagem do ano. Obrigada!

Deixo as partes que mais me marcaram no livro.

“ – Se não der certo, eu vou embora e recomeço mais uma vez.
- Deixando tudo pra trás?
- Não. Seguindo em frente.”

" - Você nem me conhece - revidei.
- Não preciso, eu te vi por dentro e é isso que está te assustando."

“ O tempo passa, as pessoas mudam. Eu mudei. Simples assim."

É isso.
Espero que tenham gostado!
Até a próxima.