16/03/2017

Resenha: A Jovem Alessia - Louise Bennett



Leitores, vamos conferir mais uma resenha de uma obra incrível? Vamos..rs.


A Jovem Alessia - Louise Bennett

Informações:
Ano: 2016 / Páginas: 378
Editora: Forsaken
Sinopse:
Século XVIII. Perto da fictícia cidade de Verlaines, na França, vivia uma jovem doce e inocente chamada Alessia. Ela pouco saía da fazenda onde morava com seu pai, o conde Duchamp. Mas, numa rara ocasião em que vai ao mercado da cidade, avista um rapaz alto e belo, que imediatamente chama a sua atenção. O Capitão Marcus de Lanpré também fica encantado com a jovem. E enche seu amigo Louis de perguntas sobre ela. EncontreAqui(ebook).


Resenha

 A Jovem Alessia - Louise Bennett

"Alessia vivia com o pai, o Conde Duchamp, na tranquila fazenda La Vignette. Sua mãe, a condessa Christine-Lucille Duchamp, morrera ao dar à luz à menina, há dezesseis anos."

Alessia nunca soube o que amor e carinho de pai e mãe significavam. Ela cresceu sendo cuidada por uma das criadas de seu pai e encontrou na filha desta criada, a jovem Emilie, uma amiga e companheira para todas as horas. Devido a criação simples de fazenda, Alessia não cresceu cercada de mimos e extravagâncias. Acostumada a cuidar de seus bichinhos tão queridos, nunca gostou de futilidades.
Num dia de compras na cidade, Alessia e Emilie tiveram um encontro com os senhores De León e De Lanpré, ambos membros da guarda real. Alessia, como numa flechada do cupido, se apaixonou pelo Sr. De Lanpré a primeira vista, este também se interessou pela moça de estilo simples e de beleza notável. Interesse esse que mesmo desaprovado por seu amigo Louis de León, que o alertou sobre a nobreza de Alessia, não diminuiu em seu peito.

"– Acabas de colocar os olhos em uma nobre! Entendas, não podemos nos aproximar dela sem que tenhamos problemas. O que eu quero dizer, Marcus, é o seguinte: esquece-a, sim? Apresentar-te-ei todas as outras mulheres do reino, se quiseres.
Mas já era tarde. Marcus estava enfeitiçado."

Por anos o pai de Alessia não permitiu que a jovem participasse de eventos da corte. Desde a morte de sua mãe, seu pai, o Conde Duchamp vive em luto e não aceitou nenhum dos convites para comparecerem, tanto ele quanto a filha, em eventos e festas oferecidas por vossa Majestade, o rei Henri VIII.
Quando Alessia foi convidada para a festa de aniversário de sua tão amada amiga Anna, princesa da França e filha do rei Henri VIII, velho amigo de seu pai, o convite veio acompanhado de um pedido de resposta imediata ao qual o Conde não pôde recusar. Resultado, Alessia iria à festa de aniversário da princesa.
A jovem não pôde conter-se quando soube da notícia, pois além de poder rever a amiga que não via à tanto tempo, Alessia poderia reencontrar-se com o chefe da guarda real, o Sr. De Lanpré.
Marcus é o braço direito e homem de maior confiança do rei, responsável pela segurança e pelos melhores conselhos em reuniões com sua Majestade, porém um plebeu. Mesmo assim, o rapaz não pensou duas vezes antes de fazer de tudo para que Alessia o enxergasse e se interessasse por ele.
A história se passa no século XVIII e é recheada de aventuras, ação, suspense e é claro, muito romance. É narrada em terceira pessoa e nos permite viajar nas descrições dos cenários e ambientes.

"A vida naquele tempo era bucólica, sem atrativos e novidades; portanto, quando havia uma festa, aproveitavam-na até que acabasse o último e derradeiro gole de vinho."

Na festa, Alessia e Marcus conversaram e dançaram, se divertiram e tiveram uma noite maravilhosa, o que alegrou os dois corações apaixonados e despertou o interesse de Marcus em pedir Alessia em casamento. Porém, além das diferenças sociais, o casal precisa lidar com o amargurado pai de Alessia, que vê no matrimônio da filha sua oportunidade de enriquecer e ser elevado à Duque.
A vida de Alessia e Marcus é cheia de dificuldade e reviravoltas. Muita felicidade os espera, porém, também haverão sequestros, guerras, lutas de espada e bastante drama! Ou seja, uma história para todos os gostos!
Espero que se divirtam com a leitura e se apaixonem assim como eu, que estou ansiosa pela continuação! (Espero que tenha!)

Beijos!




Nenhum comentário:

Postar um comentário