Resenha: Golden Boys - C. Nan Bianchi

Oi Pessoas lindas, tudo bem com vocês?
Hoje eu vou trazer a resenha do lançamento Golden Boys da C. Nan Bianchi, tenho que confessar, estou apaixonada!
Espero que fiquem também!




Sinopse

Bem-vindo à Midas, a maior agência de músicos do país! 

Lia Espínola está de volta das férias e finalmente será efetivada como agente.            
Mas o fato é que ela tem estado diferente nos últimos meses e ninguém, nem mesmo sua melhor amiga, sabe exatamente o porquê. 



Ian Costa, um mineirinho descontraído e grandalhão, acabou de chegar à grande São Paulo para ingressar na carreira artística, mas se sente um peixe fora d'água no meio daquele time glamouroso de astros e fama.
Seus caminhos vão se cruzar no meio de muita música, momentos de tirar o fôlego e segredos emocionantes. Confira os bastidores da história de cada um desses incríveis músicos e derreta-se também pelos Golden Boys que fascinam o mundo e inspiram as mais secretas fantasias!

Disponível na Amazon:Acesse aqui


Resenha

Então hoje vamos conhecer a determinada Lia Espínola, ela acaba de ser efetivada como agente na agencia Midas, após ter passado por um termino de um relacionamento de 7 anos, ela literalmente vai ter que aprender como é ser solteira novamente, e lidar com os conflitos da sua nova função.

“Um término de namoro de sete anos não se esquece em apenas trinta dias, ela sabe muito bem disso, ainda mais quando se ostentava uma aliança de noivado por meses em seu dedo direito.”

Ela recebe a missão de transformar o recém contratado Ian Costa em uma estrela.

“Se ele quer me dar esse artista, beleza, eu vou fazer o melhor para a carreira dele decolar às alturas.”

Tenho que admitir, minha paixão pelo nosso protagonista Ian entrou com mérito para minha lista de Crush literário, ele é simplesmente maravilhoso. Acho que nunca vi um personagem com tanto amor para distribuir as pessoas ao seu redor.

“Marca preferida: a de quando pulei a cerca do vizinho para roubar goiaba e levei três pontos no queixo.”

Lia vai ajudá-lo a se adaptar a essa nova vida e se encontrar nesse meio onde ele nem almejava estar.
“Aprendi com meu pai mais sobre música, ferramentas e sinceridade do que sobre etiqueta, moda e esse jogo de interação social que fazem aqui na cidade.”

O desenvolvimento da relação entre Lia e Ian é gostoso de acompanhar, o mais bonito é que eles constroem uma amizade linda e dá para sentir como um se preocupa com o outro.

“Lia parece já cuidar de todo mundo à sua volta, precisa de alguém que olhe por ela.”
“Mas se um dia quiser conversar, ou mesmo um abraço, não hesite em me procurar. Meus braços são curtidos o bastante para aguentar as consequências. Eu não temo seus espinhos.”

O que mais gostei nesse livro é como as relações se desenvolvem, não tem nada forçado, tudo acontece como deve ser. Impossível não se apegar aos personagens, mesmos os secundários, e o bom é que esse é só o primeiro livro dessa série, e com toda a certeza lerei os próximos.

A autora trouxe novamente uma história com escrita leve, fácil de se perder na leitura, mesmo mudando o estilo da história me prendeu e me fez amar cada página que li, qualquer livro que ela ainda venha a escrever já vai estar na minha lista.

Deixo vocês com a frase que tão sabiamente o Ian leva para a vida.

“Eu sou o que sou. Cada um oferece ao mundo aquilo que tem dentro de si.”

Até a próxima <3

3 comentários

  1. Olá.

    Li esse livro recentemente e me apaixonei também. Como não transformar Ian em um crush? haha E concordo com o que disse... tudo aconteceu naturalmente, nada foi forçado. Acho que foi por isso que me encantei tanto com o desfecho <3

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  2. Linda resenha Carol!!! Amei saber que gostou do livro! O Ian é um mineirinho danado, né?! Um beijo linda e muita coisa boa na sua vida sempre!

    ResponderExcluir