Resenha: Red Quinn Clube Secreto para Cavalheiros - C. Nan Bianchi


Olá pessoas lindas, tudo bem com vocês?
Ando sumida, mas voltei hoje para apresentar o novo romance da autora C. Nan Bianchi, Red Quinn Clube Secreto para Cavalheiros espero que fiquem tão encantados como eu fiquei.


Sinopse

"Às vezes me sinto como Sherazade, contando mil e uma histórias para chamar sua atenção e evitar morrer aos poucos."

Miriam era uma garota ingênua e sonhadora aos dezesseis. Suspirava pelos romances arrebatadores que lia, mas quando o primeiro amor bateu à sua porta, não era nada parecido com aquilo que aprendera nos livros.
Sete anos depois, ela está de volta à Inglaterra, vestida de vermelho da cabeça aos pés e com ideias para lá de ousadas que vão chocar a conservadora e, até então, pacata sociedade londrina.

À frente do Red Quinn, o clube de cavalheiros mais secreto e exclusivo da capital, Miriam se verá no meio daqueles que são os solteiros mais cobiçados da aristocracia inglesa, entre eles, o sombrio anjo da morte, o todo poderoso Duque de Westminster

Contando inúmeras histórias a fim de enredar aquele homem tão importante e intimidador, ela mal imagina que também estará escrevendo a sua. 

Um romance histórico sensual e envolvente, com uma protagonista cheia de atitude e dona de um humor afiadíssimo, que vai te fazer perder o sono e querer virar mil e uma noites em sua emocionante companhia!

Disponível na Amazon: Acesse aqui



Resenha:

O livro começa nos apresentando nossa mocinha Miriam, uma leitora voraz, que aprendeu a sonhar com os romances que lia, apaixonada e ingênua.

“Quero amar com a intensidade do felizes para sempre e pensar além das ideias comuns do meu tempo. Habita em meu coração uma força estranha, Tomás, uma curiosidade que nunca se apaga, uma vela que anseia o oceano e que encontrou na leitura o poder para levá-la adiante.”

Miriam acredita estar apaixonada e, mais que isso, acredita ser correspondida. Mesmo com os alertas de seu amigo Tomás, ela acaba seguindo cegamente para uma armadilha.

“Palavras e promessas, Miriam. – ele me aponta reticente. – Eu já quebrei a cara feio com elas, você sabe bem.”

Envergonhada e se sentindo  usada, parte para conhecer o mundo que tanto tem curiosidade, e se tornaa única coisa que ela acredita que pode ser agora uma Cortesã. Mas não qualquer uma e sim a melhor... Assim Mirian deixa de ser a nossa mocinha inocente e vira a Cortesã Escarlate.

“E sei também que nada vai ficar bem porque eu mesma me encarreguei de destruir tudo.”

A frente do Red Quinn um clube secreto para cavalheiros, Miriam irá oferecer  experiências únicas a quem estiver disposto a pagar.

O que nossa Cortesã não esperava era encontrar alguém que fosse mexer tanto com seus sentimentos.

É aí que surgi o temido Octavio Maximus, o duque de Westminster, ou como é conhecido Anjo da Morte.

“Ele é jovem, não tem mais que a minha idade, mas possui um tipo intimidante de aura sombria capaz de causar arrepios e desejo ao mesmo tempo, como um fruto proibido tentador demais para se abdicar do perigo.”

Gente, o que dizer desse duque? Ele é misterioso e intenso de uma maneira que não tem como explicar, só lendo para entender. Assim como Miriam me encantei por ele a cada página.

Encantado. – ele se curva como um legítimo cavalheiro e seus olhos sobem para encontrar os meus varrendo meu corpo como um sopro quente. E que olhos amendoados e tristes mais hipnotizantes são esses, meu Deus!”

Para Miriam tudo são negócios, até...Deixar de ser.

Como sempre a C. Nan Bianchi me surpreendeu, se aventurou em um estilo diferente e mesmo assim manteve uma escrita leve e envolvente. Confesso que geralmente não leio romances de época, não é muito o meu estilo, e mesmo assim me apaixonei pelos personagens e devo dizer que quando acabou fiquei querendo mais.

Como sempre, vou deixar uma frase que achei marcante durante a história. Esse trecho descreve exatamente o meu sentimento ao pegar um livro para ler e, com esse não foi diferente, porque a cada livro que leio eu mudo um pouco.

“É completamente emocionante não saber para aonde essas páginas vão me levar, a única certeza que tenho é de que não serei mais a mesma quando as terminar.”


Até a próxima <3

Um comentário